(11) 5504-9155 | (61) 3030-3333 | (81) 2122-3029​

Entenda o Open Banking

Você sabe o que é Open Banking? 

É um conceito que promete mudar o ecossistema financeiro, deixando os processos mais transparentes para o consumidorAlém disso, traz mais poder ao cliente que agora poderá enviar as suas informações financeiras para onde quiser e ter mais opções na hora de adquirir um serviço bancário. 

Open Banking (OB) já vem sendo utilizado em países da União Europeia e Reino Unido.  No começo, a ideia era promover a concorrência no setor bancário e dos pagamentos. Mas o impacto do OB é mais amplo a partir da promessa de criar uma nova infraestrutura de compartilhamento de dados. 

No mundo, há uma variedade de modelos de OB. No Brasil, o Banco Central do Brasil começou sua implementação em fevereiro. Entenda melhor o impacto dessas mudanças com a chegada do Open Banking: 

1. O que é o Open Banking e para que serve? 

Open Banking significa Banco Aberto ou Sistema Bancário Aberto e permite ao consumidor um leque de opções para que ele tenha mais liberdade em levar as suas informações de um banco ao outro, sempre escolhendo o melhor para as suas necessidades, de maneira muito mais prática. 

Portanto, tem como base que todo o mercado financeiro deve adotar uma tecnologia padronizada. Isso permite uma comunicação mais fácil e simplifica a portabilidade.  

Outro método que auxilia no funcionamento do OB é a API (Interface de Programação de Aplicações) que facilita a comunicação entre os aplicativos.  A API permite ampliar a oferta de produtos e serviços financeiros oferecidos ao consumidor. 

Ou seja, juntoso OB e a API possibilitam que seja criado um ecossistema de produtos e serviços financeiros ao redor das instituições.  

Na prática, isso significa permitir que cada cliente possa pegar o seu histórico de crédito (desde quando abriu sua primeira conta) e levá-las a outro lugar sem ter que começar uma relação do zero. 

Hoje, esse processo é muito burocrático e faz com que alguns clientes desistam de trocar de instituição bancária. Já com as metodologias acima, o processo é facilitado e simplifica a mudança do consumidor ou a aquisição de algum produto financeiroDessa forma, a concorrência e competição aumentam. 

 

2. Vantagens do Open Banking

Uma das principais vantagens do OB é poder ter as suas informações e trocar de instituição de maneira mais fácil. Confira outros benefícios ao adquirir esse método: 

  • Custos menores  Com o OB e APIs, há redução no número de intermediários para executar um processo. Logo, os custos diminuem para os bancos. Sem falar no andamento que será muito mais rápido; 
  • Taxas menores – Ao conectar as instituições financeiras e compartilhar informações, haverá aumento na concorrência. Os consumidores terão acesso a opções mais atrativas e menos abusivas no mercado; 
  • Diversificação de fontes de receita – Além da redução de custos, os bancos podem se beneficiar com a diversificação das fontes de receita. As instituições ganharão diversos canais para oferecer o seu produto. Com isso, os clientes não precisarão ir até um banco específico e passar por processos burocráticos na hora de adquirir um produto; 
  • Serviços melhores – Com alguns processos burocráticos sendo substituídos, é esperado que haja otimização nas principais operações dos bancos. E o uso de APIs auxilia no desenvolvimento de novos sistemas e aplicações, visando melhorias para os usuários; 
  • Melhor experiência – Não é difícil imaginar que sem boa parte da burocracia, a experiência dos usuários melhore. Além disso, os produtos das instituições poderão ser ofertados em diversas plataformas, as quais ainda podem se especializar em um único produto, por exemplo, empréstimo. 

 

3. Desafios e a Segurança 

O Open Banking funciona de diversas maneiras. Aquino Brasil, estará sob a regulamentação do Banco Central (BC). Logo, toda e qualquer instituição estará debaixo do guarda-chuva do BC como instituição financeira ou de pagamento.  

Portanto, as empresas participantes estão sujeitas a punições por parte do BC caso não sigam as regras estabelecidas para o OB. Por isso, a tendência é de todas as instituições seguirem à risca as recomendações do BC. 

Em relação ao envio e recebimento de informações, estes serão protegidos pela Lei Complementar n° 105/2001, do Sigilo Bancário. Ela proíbe o compartilhamento de dados para instituições não participantes do OB, bem como de venda de informações dos clientes para terceiros. 

Open Banking também está relacionadà Lei Geral de Proteção de Dados (n° 13.709/2018)que vai além do setor financeiro e dá autonomia para o consumidor em relação aos seus dados. 

Por ser algo novo, é necessário um grande planejamento e ajustes ao longo dos meses de uso. Como mencionado, um dos maiores desafios será na segurança dos dados dos consumidores, mas o Banco Central já planeja algumas medidas para garantir a segurança dos usuários.  

Open Banking surge para fazer parte de um mundo novo, onde processos e ferramentas surgem para acompanhar a evolução da segurança financeira dos usuários ao mesmo tempo em que simplifica esses processos. 

Hoje, indústrias e corporações sofrem com a proteção de informações. Com a NetSafe Corp você protege os seus dados e dos seus clientes.